> Perhappiness: BOYHOOD: Da Infância à Juventude (2014) - Crítica
         
 

BOYHOOD: Da Infância à Juventude (2014) - Crítica

24 janeiro 2015

Se vocês preferirem ler a crítica ao invés de assistir o vídeo, no final de todos os posts vou adicionar a resenha escrita, então é só pular o vídeo e aproveitar a leitura! 


Como prometido a vocês, se inicia agora a Maratona Oscar 2015! Diferente do ano passado, farei um vídeo comentando individualmente cada filme (até porque pretendo tornar isso um hábito mesmo depois que o Óscar tiver passado).  Como o Lucas tem assistido a maior parte dos filmes comigo, convidei ele para participar de alguns desses vídeos e espero que gostem da ideia!


Indicações de Boyhood ao Oscar e minhas previsões até o momento:

- Melhor Filme: deve ganhar
- Melhor Direção: ganha
- Melhor Edição: não ganha
- Melhor Roteiro Original: não ganha
- Melhor Ator Coadjuvante (Ethan Hawke): não ganha
- Melhor Atriz Coadjuvante (Patricia Arquette): pode ser que ganhe

Não se esqueçam de clicar em "gostei" pra mim e de se inscreverem no canal caso ainda não sejam inscritos!



Resenha escrita: 

Boyhood é um filme do renomado diretor Richard Linklater, bastante conhecido pela sua trilogia de filmes Antes do Amanhecer, Antes do Por do Sol e Antes da Meia Noite.  Em Boyhood, um filme que levou 12 anos pra ser finalizado, Linklater mostra o crescimento de Mason, desde sua infância, passando pela sua adolescência e acabando no marco inicial de sua vida adulta, com 18 anos de idade.

A proposta do diretor é retratar a vida, da maneira mais fiel possível. Não seria convincente portanto, esperar por um enredo mirabolante, cheio de acontecimentos inesperados e incríveis. Quantas pessoas que você conhece possuem uma vida digna de virar história de cinema? Durante 12 anos? Se você espera por um filme dinâmico, cheio de ação e com um clímax preciso, esse não é o filme certo para você.

A vida é uma sucessão de acontecimentos cotidianos. Muitas vezes vista de forma banal. E Linklater, desde sua trilogia de "Antes do Amanhecer", já revela seu apego pelo retrato naturalista da vida. É impossível não se identificar com os diálogos retratados ao longo do filme ou com algum momento vivido por uma das personagens. (Ainda mais se você também tiver sido uma criação da geração de 90 ou um pai dessa mesma geração).

A emoção produzida pelo filme não é causada pela história em si, mas pela passagem do tempo. Nos impressionamos com o crescimento de Mason e de sua irmã, nos orgulhamos com suas conquistas e, no final de quase 3 horas de filme, nos tornamos conhecidos íntimos. Nem percebemos como o tempo passou tão rápido para  todos!

Nota: 9/10


Ah, deixem nos comentários falando se concordam ou discordam da nossa opinião, quais filmes do Óscar vocês já viram ou qual querem mais assistir e se estão tão empolgados pra premiação quanto eu!

Um grande beijo e até já!


Me acompanhem também nas redes sociais:

3 comments:

  1. Eu ouvi falar desse filme, no entanto não cheguei a vê-lo. Eu achei interessante o modo como ele foi feito e foi isso que me chamou a atenção ;3;

    rabbitsandwolfs.blogspot

    ResponderExcluir
  2. Adoro de paixão a trilogia Antes. Gosto justamente porque mostra a vida como ela é. Adoro o encontro das personagens e as conversas!

    Fiquei enlouquecida quando soube do Boyhood! Eu adorei o filme e é interessante ver o crescimento e as fases das pessoas ao longo do filme, como engordam e emagrecem e como o Mason fica todo desengonçado na adolescência!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vanessa. Paraibana, leonina, amante dos animais e de homens com cabelos compridos. Isso é basicamente tudo que você precisa saber sobre mim, o resto você descobre nas páginas do blog. ♥

 
Perhappiness © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Brenda S. Pauletti :: voltar para o topo