> Perhappiness: Extraordinário, de R.J. Palácio
         
 

Extraordinário, de R.J. Palácio

17 fevereiro 2014


No vídeo abaixo eu falo um pouco mais sobre a história de August, se é que você ainda não conhece, e sobre minhas impressões. Queria ressalvar que se você pretende ler esse livro, tenha em mente que ele é mais voltado para o público infantil e, apesar de ter tantas reflexões mais profundas por trás, continua sendo um livro com vocabulário fácil, personagens planos e uma visão moralista (porém bastante positiva) do mundo. Se você tiver interessado em saber minha opinião de maneira um pouco mais aprofundada, é só pular o vídeo e conferir minha resenha escrita logo abaixo do vídeo!


Não se esqueçam de clicar em "gostei" pra mim e de se inscreverem no canal caso ainda não sejam inscritos!

Eu sei que Extraordinário provavelmente ganhou prêmio de livro mais resenhado do ano de 2013, mas eu não poderia deixar de dar minha opinião! Nunca vi um livro se disseminar tão rapidamente e receber uma quantidade tão grande de críticas positivas pela internet, mas devo confessar que Extraordinário merece todos os elogios recebidos. Uma história sobre superação, família, amizade e preceitos tão bonitos que não consegui parar de comparar o livro com O Pequeno Príncipe, o que é um mérito e tanto.

Ele vai nos contar um pouco sobre a história de August, um garotinho de 10 anos de idade que nasceu com um grave problema de deformidade facial. No início do livro Auggie descreve seu rosto afirmando que não importa o quão horroroso você consiga o imaginar, provavelmente a realidade é pior. 

Auggie sempre teve que aprender a lidar com os olhares que ele recebia de todos por onde passava, mas sempre foi bem sucedido em ignorá-los. Pelo menos até o momento em que ele descobre que terá que entrar na escola pela primeira vez na vida. Seu contato com outras crianças até o momento tinha sido bastante limitado, uma vez que ele sempre estudou em casa, e, se o primeiro dia de aula já é assustador para qualquer pessoa, não é de se estranhar que para August as coisas pareçam bem mais complicadas.

Um dos vários pontos positivos do livro é que ele não é inteiramente narrado pelo Auggie. Apesar de sempre manter a narrativa em primeira pessoa, ela se alterna entre outros personagens que apresentam novos pontos de vista sobre a situação do nosso protagonista. Isso eleva o livro a um outro nível, pois podemos conhecer mais afundo os conflitos não só que o August enfrenta, mas também a visão que a sua própria família e seus amigos possuem ao se relacionarem com ele.

Como eu falei no início do post, esse é um livro mais voltado para o público infantil, porém que carrega uma reflexão sobre a vida muito mais séria e complexa do que a maioria dos livros do gênero. A narrativa toda é permeada por passagens incríveis e de uma sensibilidade enorme, que faz com que qualquer adulto consiga aproveitar muito da história. Também queria chamar atenção para o fato de que, apesar da história de August não parecer das mais felizes, não estamos diante de um livro "triste". Claro que é possível que ele arranque umas lágrimas aqui e ali, mas é uma história que tem o propósito de nos dar uma lição de vida extremamente positiva e otimista no final.

Nota: 5/5

Me acompanhem também nas redes sociais:

18 comments:

  1. Ai, meu deus! Preciso ler esse livro!!

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro esse livro xD
    Quando ele foi lançado eu fiquei totalmente ansioso pra ler e comprei uns dias depois. Minha madrinha até leu e chorou um monte (eu não chorei) porque ela se lembrou de sua irmã que sofria bullying.
    Sou até meio íntimo com a autora e a chamo de Palacios do RJ (porque foi a forma que eu consegui lembrar o nome dela haha). Adorei o fato do Auggie gostar de Star Wars e da maneira como a história é passada, por vários personagens. Concordo muito com você!

    Abraços!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Vanessa, tudo bem?
    Ah eu não gosto muito de ler um livro logo assim que lança, porque o povo cai matando e é bombardeio de resenhas pra todos os lados, isso acaba gerando em mim uma expectativa enorme, e muitas vezes frustração maior ainda rsrsrs.
    Essa é uma leitura bem densa apesar da mensagem que traz, e livros assim não é leitura que eu faça em qualquer momento.
    Gosto de narrativas com diversos pontos de vista, principalmente quando se trata de uma história que impressiona.

    Até mais.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  4. Oi Vanessa, tudo bem?
    Eu ainda não li esse livro mas eu tenho muita vontade. como você bem disse foi um dos livros mais lidos do ano passado, mas eu vou esperar um pouquinho mais pra ler. Mas logo logo mato a minha curiosidade.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    Você é o que lê

    ResponderExcluir
  5. Oi Vanessa,
    Você falou tão beeeeeem do livro que eu fiquei com vontade ler :3, rs.
    Eu vi o pessoal comentando e resenhando, porque o livro foi no auge, e não me interessei mas parece ser uma estória bem interessante e com belíssimas mensagens. Vamos ver, vou deixar o nome anotado pra ler quando possível ^^
    Abraços,
    Stefanie O.

    ResponderExcluir
  6. Oi Vanessa!

    Eu sou das poucas blogueiras que ainda não li. A história parece muito sensível e gostei de saber que não apela para o drama e sim para uma mensagem ao leitor. Gostei muito do vídeo.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oieee, adorei sua resenha, eu ainda não li este livro, e não imaginava do que se tratava, eu achei a resenha bem legal, pelo o que se pareceu o livro deve ser maravilho e muito emocionante, e eu me surpreendi quando você disse que ele não é para chorar kk, quando você começou a apresentar o livro, eu imaginei que o livro fosse para chorar horrores kkk, adorei quando vc mencionou a mistura dos pontos de vista dentro da historia, achei bem legal e fiquei com muita vontade de ler rs, Abraços

    ResponderExcluir
  8. Oi gatona!
    Tava com saudades de visitar seu cantinho! Aqui infelizmente o youtube/facebook/vidasocial é bloqueado. A noite resta pouco tempo pra conferir em casa as atualizações do youtube, mas vou tentar sim conferir seus comentários ♥ concordo totalmente que foi um livro que se espalhou né? Imaginei que teria algo muito bonito nele, sua mensagem. Eu ainda irei lê-lo, mas espero gostar. Depois eu volto pra assistir seu video, comento por lá mesmo ♥
    Bjus bjus!
    Pan
    Pan's Mind - [Momento Cultural #4] Steampunk Culture!

    ResponderExcluir
  9. Oi Flor! Gosto muito dos seu vídeos resenhas! Eu não li esse, mas já vi muitaaaaaa resenhas positivas! Quero ler logo que possível!
    Parabéns pela resenha! Eu amo o pequeno Príncipe!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi,
    Realmente eu li inúmeras resenhas desse livro e fiquei curiosa porque todas sempre positivas, elogiado muito a escrita do autor e a história em si, ele está na minha listinha desse ano e espero que eu goste muito, pois é um enredo que costumo ler e adora, essa superação que se passa no livro sempre acaba mexendo com algumas coisas que eu penso.
    Beijos

    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  11. Não foi todo mundo que leu esse livro, eu não li! rs... Sou apaixonada por O Pequeno Príncipe (quem leu e não é, né?) e essa sua comparação fez com que minha vontade de ler Extraordinário aumentasse muito!!! Não sabia que era mais voltado para o público infantil, mesmo com as reflexões que proporciona. Acho que vou me encantar com o livro, espero conseguir ler logo!!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  12. Olá Vanessa, bom no ano passado realmente houve muita muvuca por causa deste livro, e todos somente o elogiaram. Eu mesmo tendo ficado um tanto curiosa pela leitura, não consegui ter aquela vontade de ler.
    Não estou dizendo que não vá lê-lo, mas acho que ainda não estou preparada, sabe. Gostei bastante do que você mencionou no video sobre o livro não lhe deixar triste, mas sim lhe dar uma lição de vida. Pois nos seres-humanos somos tão negativos. Do tipo, temos saúde, somos perfeitos, não temos nada e vivemos reclamando mesmo assim. E este livro nos mostra e nos dá uma lição de vida. E por este ponto que vou sim dar uma chance a leitura.
    Ainda este ano eu leio ele.

    Flor eu adorei seu vídeo.

    Beijokas Ana Zuky

    http://www.sanguecomamor.com.br

    ResponderExcluir
  13. Hey Van. Assim como falei para a Fran, não estou com som no pc, então fica difícil - muitas vezes - em realizar um comentário decente. Mas vou tentar comentar um pouco sobre minhas primeiras impressões sobre o livro, mesmo não tendo a oportunidade de lê-lo.

    Muitos blogueiros tiveram reações de amor e ódio com o livro, assim como eu tive com diversos outros (inclusive O Pequeno Príncipe, como você citou). Emocionante, mas ao mesmo tempo avassalador demais.
    Espero que na Bienal aqui de SP ele esteja num preço camarada e que, finalmente, eu consiga comprá-lo.

    Beijo,
    Pamela

    ResponderExcluir
  14. Oii Van,
    Eu ainda não li, quando lançou foi o maior burburinho e eu estou esperando a poeira baixar.
    Que bom saber que não é um livro triste, mas acho que vou acabar me emocionando com a história dele. Agora fiquei mais curiosa com a leitura.
    Assim que eu ler volto para dar minha opinião, ;D
    Bjs

    Aline Lima
    http://alinenerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Aiin, eu AMO esse livro!
    Tão simples, mas ao mesmo tempo tão complexo.... Enfim, torço por um mundo com mais Diretores Busanfas e MUITO menos mães do Julian....
    Adorei o vídeo!

    sugarylemonade.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oi, td bom?

    Eu li esse livro no ano passado. Concordo plenamente com o que você disse sobre ele não se fazer de coitado, acho que esse foi um dos pontos mais positivos do livro, porque com uma pessoa numa situação dessas, é comum o tema ser permeado por depressão e autopiedade. Até eu, que não tenho 1/10 dos problemas do August tenho meus dias cinzas.
    Eu fiquei emocionada em algumas partes, mas também acho que não é um livro triste. Ele aquece o coração haha

    Beios
    http://arrastandoasalpargatas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Eu particularmente chorei muito com esse livro, mas foi de felicidade! A história do August é linda, emocionante e nos faz refletir muito sobre nossa insatisfação com coisas banais.

    ResponderExcluir
  18. Eu quero muito ler esse livroooo *-* Faço psicologia e queria fazer uma resenha dele voltado pra psi <3 Quando ler e fizer linko o seu blog no meu ;*

    http://analisandoestrelas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vanessa. Paraibana, leonina, amante dos animais e de homens com cabelos compridos. Isso é basicamente tudo que você precisa saber sobre mim, o resto você descobre nas páginas do blog. ♥

 
Perhappiness © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Brenda S. Pauletti :: voltar para o topo